Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2018

ZÁS-TRÁS

Recuperação do São Francisco é beneficiada por recurso arrecadado de multas ambientais



Programa de conversão de multas ambientais gera montantes que serão aplicados no reflorestamento e no manejo do solo

Recursos oriundos de multas ambientais vão respaldar a recuperação do Rio São Francisco. A região, principal fonte de água da região Nordeste do País, será a primeira a ser beneficiada por esses recursos. A previsão do Ministério do Meio Ambiente é de que R$ 1,2 bilhão seja revertido para projetos de preservação, nos próximos seis meses.

O programa que converteu o dinheiro arrecadado com as multas vai abranger oito sub-bacias, que se estendem por 7,2 mil hectares entre os estados de Minas Gerais e da Bahia. 

O foco das ações contempla os reservatórios de Três Marias, Xingó e Sobradinho, que respondem por 60% do abastecimento do São Francisco. A medida favorece também a preservação das nascentes e o manejo do solo.

Além disso, os investimentos também serão usados em projetos para combater a desertificação do rio Parnaíba, entre os estados do Piauí e Maranhão.

O Programa de Conversão de Multas já está em operação desde outubro deste ano, e é destinado a projetos de reflorestamento em áreas indicadas por órgãos oficiais. Cerca de R$ 4,6 bilhões devem ser arrecadados na fase inicial.

Fonte: Ministério do Meio Ambiente

redemaq
meiosmokey
veiga douglinhas
leonardo
fuscar
aquino
arcoiris
carrossel escola